Wednesday, October 22, 2014

Lemon Tart - Tarte de Limão


 
Lovely pudding for this weekend. It is not so difficult as you could think and worth all the effort.
 
Lemon Tart
Pre-heat the oven at 180⁰

Pastry
500g of flour
250g unsalted butter,diced
100g of sugar
4 medium eggs
 
Rub the flour, sugar and the butter togetrher using your hands to combine both ingredients till it resembles bread crumbs (if you happen to have a kitchen aid feel free to use it).
Then add the eggs and mix until you get an Smooth dough. In case this dough is to dry add a dash of milk.
Place in the fridge to restvfor 30 minutes.
There is always the option of buying the sweet pastry dough case already made, saving you
some time.


Filling:
7 lemons (zest and juice)
250ml of cream
8 medium eggs
150g sugar

Roll the dough along the bench until you get a thin thickness. Cover your round tin tart with the dough (do not forget to previously grease the tin).
 
To do this tart we first need to do a blind bake, before we add the filling.
 
Using baking paper or 5 layers cling film line the bottom of the tart filled with baking beans, making shore that all the dough is protected with that.
 
Bake in the oven at 180⁰ for 15 minutes, after that take the beans and the paper out and bake for another 4 minutes, Then paint the inside with egg yolk and bake for 1 more minute.
 
Leave it to cool down for around 10 minutes.
 
Turn the oven down at 120⁰.
 
Meanwhile you have time for the filling, so mix together all the ingredients and sieve them and pour in the tart case.
 
Bake at 120⁰ for around 35 to 45 minutes (just take it easy and avoid the overflowing of the mix. The trick is to put the tray with the tart case in the oven before you add the filling).
 
After 35 minutes check the consistency of the filling, there should be a slight wobble to the mix and at this time remove from the oven.
 
This tart is excellent with a raspberry sorbet or even with fresh raspberry or strawberry’s.

Just this, any doubt feel free to comment.

Sunday, October 19, 2014

Na cor vive a diferença e o sabor



Hoje resolve limpar o frigorífico e dar cara nova aos vegetais que por lá habitavam.

Courgete, beringela e pimento vermelho,e laranja.

Cortei tudo o mais uniforme que a paciência deixava, um tabuleiro, um fio de azeite, sal, pimento-preta e um mix de ervas secas. Levei ao forno por uns 12 minutos e a guarnição para o frango estava feita.
 
Simples, saborosa e regaladora ao olhar.
 
Vai igualmente muito bem, com um queijinho feta, um peixo grelhado ou o que tiverem para gastar na altura.
 
Problema resolvido, barriga cheia e nenhuma culpa nutricional.
 
Bom resto de Domingo e coragem para a semana!

Tuesday, October 14, 2014

Barriga cheia!


Já em modo despedida, não podia deixar de mencionar, ainda que breve, o que por aqui em Porto Santo andámos a comer.

Pois bem, nada de fancy food, mas tudo muito bem apurado em sabor, apresentado e variado. 
A equipa de cozinha aqui do Pestana Porto Santo (2014) preocupa-se em agradar a lusos, britânicos, germânicos e espanhóis (as nacionalidades com as quais nos cruzámos durante esta semana),

Mesmo para os mais pequenos há escolha e o Du entre sopa, fruta, iogurtes, porridge (papas de aveia), ovos mexidos e peixinho foi abastecido.

Vou daqui satisfeita no que ao paladar, paisagem, praia, piscina e descanso diz respeito.

Para voltar?    Sem sombra de dúvida.

Wednesday, October 08, 2014

De férias!



Hoje é quarta-feira e como tal é dia de post. Contudo, estou de vacaciones, daquelas bem merecidas, com tudo quanto se possa pedir portanto, a disponibilidade para post um pouco mais elaborados não é muita.

Encontro-me em Porto Santo no lindíssimo Pestana e entre mergulho e gargalhadas vamos tirando fotos, pensando no futuro e redesenhando a vida.

A foto acima ilustra algo tão globalmente conhecido e apreciado... Pizza, esta feita num forno próprio para a sua confecção, de base fina e estaladiça e com um recheio/cobertura bem portuguesa - atum, azeitonas e cebola. Assim vale a pena fechar os olhos à "dieta" e apreciar o momento.

Sunday, October 05, 2014

Abóbora, nozes e Gorgonzola



Há uns dias atrás tinha deixado no Facebook e no Instagram uma foto com abóboras de diferentes tamanhos e cores e havia prometido escrever aqui no blog um post com uma receita usando as ditas abóboras e umas quantas dicas de como encaixar estas beldades numa refeição.

A foto acima ilustra uma open sandwich (designação anglófona) para sandes aberta (não soa tão bem em português) com um puré de abóbora, nozes tostadas e queijo Gorgonzola. Sandes esta que poderá ser finalizada com um pouco de rúcula e um fio de redução de vinagre balsâmico.

Acreditem que sabe...sabe diferente, fresco e tem um up nutricional de excelencia..
Vale a pena experimentar.

 
Ingredientes (para cozinhar a abóbora)
-300g de abóbora (sem casca e cortadas em pedaços não muito pequenos)
-50g de manteiga sem sal
-agua
-sal q.b.
-pimenta-preta q.b.

Preparação
Colocar os pedaços de abóbora num tacho ou panela, adicionar a manteiga e a água apenas até que esta cubra a abóbora.
Cozinhar em fogo médio-baixo até que esteja macia e toda a água tenha evaporado.
Retirar do fogo e usando um processador ou um liquidificador bater esta mistura por uns 5 minutos para que se obtenha um puré macio e fofo.
Temperar com sal e pimenta e depois de frio pode então ser barrado em abundância numa tosta, ser casado com nozes tostadas e queijo Gorgonzola, ou qualquer outro queijo Azul (como o britânico Stilton).

Sabe tãooooo bem.

Wednesday, October 01, 2014

Chutney de Figo e Noz


Degustar um queijinho é algo que agrada a muitos de nós e se a este aliarmos um bom pão e uma compota ou um chutney o momento fica ainda melhor.

Desta vez, não vos trago uma compota, mas antes um chutney. Um elemento agridoce muito usual na cozinha Asiática e  que casa de forma perfeita com um Cheddar (ilustrado na foto) ou mesmo com um São Jorge .

Fica desde já a dica para uma possível oferta Natalícia dado que daqui anada a época está ai e sabe tão bem receber coisinhas feitas em casa por aqueles que tanto nos dizem.

Aqui fica então a receita, bem fácil e cujo autor também mora cá em casa.

Mas ainda antes, esta é uma receita com quantidades grandes já que é usada numa cozinha profissional, óbvio que a podem reduzir a metade para um consume caseiro.
Ingredientes
1kg de cebolas, picadas
2kg de Macas (Brambey se possível), cortar em pedaços pequenos
1l de vinagre de vinho branco
800g de açucar Demerrara
800g de figos secos, cortar em 4
200g de sultanas ou passas
Zeste e sumo de 2 laranjas
400g nozes, ligeiramente picadas

Preparação
Começar por refogar as cebolas num pouco de azeite e de seguida adicionar as maças e deixar cozinhar por uns 3 minutos antes de adicionar o vinagre e o açúcar.
Mexer (lume médio baixo) ate que o açúcar tenha dissolvido.
Juntar os figos e as sultanas e depois a zeste e o sumo das laranjas.
Deixar em lume brando até que esta mistura esteja macia e reduzida a quase metade da inicial. Mexer de vez em quando para evitar que agarre ao fundo da panela.
Por fim, adicionar as nozes e cozinhar por mais uns 20 minutos
Retirar do fogo e passar no processador ou liquidificador ligeiramente.
E voila, está pronto, assim que frio pode e deve ser degustado ou guardado em frascos para um momento especial


Sunday, September 28, 2014

Para crescer forte e com saúde - Vamos Lanchar ...



“- Vamos lanchar?”Digo eu para o meu piolho de 9 meses, e ele já sabe que o que se segue será sempre um lance saborosos, saudável e fácil de preparar num dia a dia corrido como o cá de casa.
A foto que ilustra este post expressa bem toda esta minha “mania” de dar ao Du uma alimentação o mais equilibrada, variada, saudável e funcional possível.

Como não sou de todo adepta das papas, já que na sua grande maioria contem demasiados componentes artificias e tornam o paladar das crianças viciado sempre nos mesmos sabores. Para não falar que em nada ajuda no processo de experimentar novas texturas, visto que se trata sempre de uma papa…eu acho aborrecido e duvidoso em termos nutricionais (dêem uma olhadela nas embalagens e logo verão do que me refiro).
Aqui em UK essa maquina das papas não existe. E sim,acreditem que e uma maquina de propaganda pois aqui não há nada dessas coisas e as crianças crescem e dão gente na mesma,. Como tal, eu desenvolvo para o Du os seus lanches e sopas sempre variados e sem recurso a papas pré-feitas. Desculpem-me mas prefiro o fresco e caseiro.
Trata-se então da conjugação de 3 elementos básicos, o iogurte natural (eu faço o meu próprio iogurte dado ter uma fantástica iogurteira oferecida pelo parceiro), um puré de frutas (que neste caso fiz batendo no liquidificador framboesa – usei das congeladas - e damascos secos que e algo muito usual aqui em UK e nos EUA e que recomendo dado o valor vitamínico altíssimo) e muesli próprio para a idade do Du (este pacote que comprei esta indicado para dos 7 aos 10 meses). Creio que também estar disponível em Portugal.Resumindo, proteina, fibra, vitaminas e minerais e hidratos de carbon.

Esta e só uma sugestão para um lanche de criança pequena como o meu mas que trocando por fruta cortada em pequenos pedaços e muesli para adultos da ate para as mães – eu acompanho o Du basicamente com esta versão para adultos e que me deixa satisfeita e pronta para o que vier.

Mais sugestões virão.

Wednesday, September 24, 2014

Ser mãe também passa por cuidar do bem estar alimentar do rebento


Hipócrates, considerado por muitos o pai da Medicina, dizia que o Alimento e o nosso primeiro Medicamentos e talvez seja tendo esta ideia em mente que procure não só aliementar- me o melhor possível todos os dias como o faço com o meu piolho.

Procuro, enquanto mãe, que o meu rebento tenha uma alimentação o mais variada e completa possível todos os dias. Mesmo passando cerca de 9 horas do meu dia cozinhando para os outros tal não me tira a vontade e nem a paciência para,, e mesmo torta de cansaço, de tanta correria entre trabalho e creche e lidas da casa, preparar as refeições do meu pequeno e as minhas o mais frescas e completes possíveis.

Da trabalho? Sem duvida que da. Mas aperceber-me que em 9 meses de muita vida ainda de nenhuma doença padeceu, tem energia para dar e vender e uma alegria contagiante, isso basta-me para continuar na minha senda de 2 sopas diferentes por semana, uma cuja principal proteína e o peixe (truta, cavala, salmão, sardinha, carapau ou robalo) e outra carne (em especial carne vermelha dada a maior concentração de ferro), vários purés de fruta – faço sempre a conjugação de 2 ou mais frutas em cada mistura e o mais variado possível.

Sou das que defende que criança ate atingir o primeiro ano de vida deve evitar ao máximo a ingestão de sal e de açúcar refinado e daí para a frente estes dois elementos devem ser bem controlados para evitar futuros problemas de pressão alta e níveis altos de hiperactividade ou falta de concentração que estão muitas vezes associados ao consumo excessivo de açúcares refinados.

Também não sei se tenho sorte com o filhote que tenho ou se ele tem azar com a mãe que tem, pois não lhe dou muita chance para ser picuinhas com o que come. Dou-lhe de tudo quanto seja fresco ou pouco processado, portanto, entre frutas, vegetais, carne, peixe, grãos, sementes e cereais (lentilhas, feijão, grão de bico, ervilhas, arroz, aveia, trigo), frutos secos, ovo (depois dos 7 meses), iogurte natural, manteiga sem sal e pão integral (delira quando e tostado) a dieta dele e a minha realiza-se.

Dava menos trabalho comprar comida já meio preparada e só colocar no microondas ou no forno e bola para a frente, mas o meu dia não teria tanta graça se eu não acordasse já a 1000 e me deitasse a 1200 ;-)

Ser mãe também é isto, cuidar do bem estar alimentar do rebento e assegurar que ele aprende desde cedo regras básicas de alimentação para que quando crescer possa ele mesmo fazer as suas escolhas alimentares de forma cuidada e inteligente.



Monday, September 22, 2014

Scones - maravilha de Terras de Sua Majestade


De segunda a sexta o meu dia laboral começa sempre com scones e mais scones. Tenho a tarefa de fazer scones de sultanas (fruit scones) e de tomilho e queijo cheddar (cheese scones) para abastecer o local onde trabalho dado que inglês que se preze não pode passar sem um belo de um scone, seja ele barrado com manteiga e compota (normalmente de morango ou framboesa) ou compota e clotted cream (creme cremoso, rico e espesso obtido da nata do leite de vaca) que acompanha um cházinho ou um café.

É bastante saboroso, agradando aos adeptos do doce e aos amantes do salgado e como tal resolve deixar aqui as receitas de ambos para que também vocês deliciarem-se com estas beldades num belo domingo a tarde.

Scones de Fruta
 
Ingredientes (14 a 16 scones)
 
- 1 kg farinha (sem fermento)
- 80g de fermento
- 150g açucar (branco)
- 1cch sal
- 400g manteiga sem sal (fria e cortada aos cubos)
- 200g sultanas
- 500ml leite
 
Preparação
 
Pesar todos os ingredientes (meio caminho andado para que o resultado final sai perfeito)
Misturar a farinha, o fermento, açúcar e o sal na batedeira e com a raquete, em potencia mínima misturara tudo.
 
Acrescentar a manteiga sem sal e cortada aos cubos e deixar que esta seja bem incorporada na farinha (5 minutos).
 
Adicionar as sultanas.
 
Adicionar agora o leite aos poucos ate obter uma massa macia e leve que descole da taça e deixe bater por uns 4 minutos para que o glutén desenvolva e assim possa crescer mais tarde no forno.
Passe entao esta mistura para uma mesa de trabalho (bancada) polvilhada com farinha, tenda esta com ajuda de um rolo da massa com a altura de 2cm e com um aro/cortador de massas redondo de 4cm de diâmetro (use o que tiver em casa) corte os scones.
 
Colocar num tabuleiro de ir ao forno ja coberto com uma folha de papel manteiga ou vegetal e pincele com ovo (ovo batido).
 
Levar ao forno pré-aquecido a 180c por aproximadamente 16m.

Scones de Tomilho e Queijo
 
Ingredientes
- 1 kg farinha (sem fermento)
- 80g de fermento
- 1csp açucar
- 1cso sal
- 400g manteiga sem sal (fria e cortada aos cubos)
- 200g queijo cheddar (ou Queijo Ilha/São Jorge)
- 1csp Tomilho seco
- 500ml leite
 
- Preparação
- Pesar todos os ingredients.
 
- Misturar a farinha, o fermento, açucar, o sal e o tomilho na batedeira e com a raquete, em potencia mínima misturara tudo.
 
- Acrescentar a manteiga sem sal e cortada aos cubos e deixar que esta seja bem incorporada na farinha (5 minutos).
 
- Adicionar o queijo.
 
- Adicionar agora o leite aos poucos ate obter uma massa macia e leve que descole da taca e deixe bater por uns 4 minutos para que o glutén desenvolva e assim possa crescer mais tarde no forno.
 
- Passe então esta mistura para uma mesa de trabalho (bancada) polvilhada com farinha, tenda esta com ajuda de um rolo da massa com a altura de 2cm e com um aro/cortador de massas redondo de 4cm de diâmetro (use o que tiver em casa) corte os scones.
 
- Colocar num tabuleiro de ir ao forno já coberto com uma folha de papel manteiga ou vegetal e pincele com ovo (ovo batido).
 
- Levar ao forno pré-aquecido a 180c por aproximadamente 16m.



Tuesday, May 20, 2014

B Vitamins and Children

 Discuss why children might be deficient in B vitamins and the symptoms they may show in one paragraph.

Vitamins from Complex B are extremely important for children due to their function in growth and brain development, and correct activity of digestive enzymes, important to transforming food in energy and keep skin, nerves and digestive system healthy.

Because the majority of these vitamins are water soluble, so not stored in the body, and also, because, some children can be more resistant to eat fruit, vegetables, grains and fish, these two factors together reduce drastically these B Vitamins daily sources and a deficiency is more common.

To prevent a deficiency, parents should be looking for this kind of symptoms:
Weakness;
fatigue
pale skin
sore tongue
 light sensitivity
 insomnia
poor memory
stomach upset
 diarrhoea or constipation 
 slow growth rate.

Facebook Share